outubro 23, 2015
Let's Talk About

Resenha: A rosa da meia noite.

IMG_3594

Escritora Lucinda Riley | Páginas 572 | Editora Novo Conceito

Não é a toa que Lucinda Riley teve 4 milhões de cópias vendidas com o livro A rosa da meia noite. Ele é mágico encantador é um livro que ensina o leitor até o fim são 572 páginas que foram lidas em uma semana teve até noite que eu perdi o sono só porque queria saber o final. Já sou fã da escritora. Vamos a resenha. O livro se divide em duas partes então minha resenha também irá se dividir em duas partes para que fique algo didático e que eu não me perca. Desculpa não vou escrever demais se não vou soltar spoilers.

IMG_3596

Escritora Lucinda Riley | Páginas 572 | Editora Novo Conceito

Darjeeling, Índia 2000 – Anahita personagem principal do livro acredita fielmente que seu amado filho que disseram a ela que estava morto, não está ela tem a plena certeza de que ele está vivo em algum lugar porém só não pode provar. E essa certeza não só vem do passado no momento que ela perde o filho mais também porque ela possuem um dor que fora herdado de sua mão o dom de se comunicar com os espíritos eles cantam canções nos seus ouvidos dizendo a ela que ele não se foi, e então baseado nisso ela escreve antes de sua morte toda a sua história para que algum dia se seu filho a encontrar saber que ela jamais o abandonou.
Anahita antes de sua morte tem a brilhante ideia de dar essas folhas escritas a Ari seu neto que leva uma vida baseada somente no luxo e que infelizmente perdeu suas raízes indianas e acha que somente o dinheiro é importante mais Anahita através de sua história fará com que ele encontre sua alma. Porem passou-se muito tempo até que Ari resolvesse investigar o passado da sua bisavó. Anahita possui uma amiga a princesa Indira com quem estabelece um laço profundo de amizade e ambas ajudam uma a outra a encontrar o amor. E é por causa dessa amiga que a personagem principal consegue realizar muitas coisas, estudar na Europa, ser enfermeira e a encontrar o seu amor.

IMG_3595

Escritora Lucinda Riley | Páginas 572 | Editora Novo Conceito

Londres 2011 –  Uma brilhante artista de cinema Rebeca Bradley é chamada para fazer parte de um filme. O silencio da noite de 1920 que narra a vida de uma família aristocrática onde as cenas do filme será filmada no Astbury Hall o mesmo lugar onde Anahita passou 2 anos e foi feliz com seu amado Donald e disseram que seu filho Moh estaria morto. Por aí vocês já percebem que de uma maneira ou de outra Rebeca e Ari iram se encontrar.

Tudo de errado que acontece na vida dos personagens Donald e Anahita só acontecem porque infelizmente Maud Astbury mãe de Donald prefere o luxo a felicidade dos seus filhos e ela acaba de algum modo alterando o destino de ambos. Eu sei que é só um livro mais vamos pensar se fosse realidade Que poder você tem de dizer para mim que azul é melhor que branco ou dizer que tal pessoa por possuir mais bens materiais é mais importante do que uma pessoa que é morador de rua. Vamos pensar um pouquinho. Ou que poder você tem de mudar o destino de alguém ? Ou de dizer não meu filho não vai casar com essa daí ela não tem nada a oferecer…. Geralmente quando eu escuto nada a oferecer no final da frase a pessoa quer dizer (DINHEIRO) vou usar uma frase do livro: dinheiro e sucesso nunca te farão feliz se seu coração está fechado, a felicidade se consegue com coisas diferentes e assim por dinheiro a vida de Anahita e Donald é mudada por completo e o livro desenrola de uma maneira absurdamente brilhante Mais o amor tem o poder infinito e ele pode renascer de lugares onde jamais pensou que viria …. E o amor renasce com A rosa da meia noite.

 

 

 

  • Share this post
Comente pelo Facebook
Escreva seu comentário

Para usar uma imagem em seu avatar, cadastre-se em gravatar.com.